23 de set de 2007

A Verídica Verdade Verdadeira sobre Adolf Hitler

Alemanha, dezembro de 1944. Berlim está em ruínas e a guerra, praticamente perdida. Hitler mostra sinais de cansaço e depressão. Mas Goebbels, ministro da propaganda, acredita que é preciso um discurso grandioso do Führer para levantar o moral do povo alemão. Nesse momento, a única pessoa que poderia ajudá-lo é o antigo professor de teatro de Hitler. Um judeu. Goebbels decide resgatá-lo do campo de concentração onde se encontra e oferece conforto a ele e sua família para que prepare Hitler para o discurso.

O título prepara o espectador para uma comédia rasgada, o que não acontece. E não adianta culpar os tradutores porque, neste caso, a tradução foi literal (omitindo-se apenas o “Meu Führer” antes do longo subtítulo). A história é interessante sim, mas seriamente prejudicada pela ausência de humor. Porque o filme só faria sentido como uma comédia e, do jeito que foi realizado, acabou ficando no meio do caminho. Não é engraçado - no máximo irônico - e tampouco pode ser levado a sério. Mesmo porque, como drama, inúmeras seqüências se tornam inverossímeis. Decepcionante, ainda mais se levarmos em conta o usual alto nível do cinema alemão.

A Verídica Verdade Verdadeira sobre Adolf Hitler (Mein Führer - Die wirklich wahrste Wahrheit über Adolf Hitler), de Dani Levy, ALE, 2007. 89’ (LEP)

Mostra Panorama

Nota: 5,5

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...