25 de set de 2007

Bluff

O fotógrafo Nicolás chega mais cedo em casa e surpreende a namorada Margarita nos braços de Mallarino, magnata das telecomunicações e patrão de Nicolás. De uma vez só, Nicolás perde a mulher amada e o emprego. Margarita e Mallarino se casam e Nicolás, antes um profissional de sucesso, passa a viver de fotografar casamentos. Até o dia em que surge a oportunidade de se vingar de Mallarino e, de quebra, arrancar dele uma fortuna. Mas um crime atrapalha os planos de Nicolás.

Bluff, em inglês, significa blefe. No final das contas, um nome bem apropriado para esse filme picareta. Desde a abertura modernosa, já dá para perceber que é mais um filme pretensioso que não chega a lugar nenhum. Os personagens são rasos, as situações maniqueístas e os diálogos não passam de um apanhado de lugares comuns. Tudo isso com uma edição e trilha sonora que deixam claro que o diretor é mais um desses caras pseudo-descolados que acham que são Tarantino.

Bluff (idem), de Felipe Martínez, Colômbia, 2007. 103’ (LEP)

Première Latina

Nota: 1,0

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...