6 de out de 2007

O Casamento de Tuya

Tuya é uma pastora de ovelhas, que vive nas planícies da Mongólia e cuida de seu marido doente e os dois filhos. Como ela precisa de ajuda no trabalho, seu marido sugere que se separe dele e arranje outro homem. Tuya aceita a proposta, mas exige que seu novo marido cuide também do antigo, que deve morar também com ela e as crianças. Surgem vários pretendentes, mas o casamento sempre esbarra nesta exigência.

A idéia do filme é inusitada. A facilidade com que Tuya aceita a proposta de substituir o marido por alguém que possa ajudá-la no trabalho, independente dela gostar ou não dele, chega a surpreender. O casamento é tratado como um acordo que nada tem a ver com amor, carinho ou entendimento entre homem/mulher, mas como um mero contrato que fará com que duas pessoas trabalhem juntas. Filhos, família e tudo o mais são detalhes, com bem menos importância. É claro que isto não chega a ser novidade, visto os inúmeros casos de pessoas que se casam para obter cidadania de outro país ou para conseguir algum benefício específico. Mas “O Casamento de Tuya” tem algo diferente neste sentido, pelo objetivo ser bem mais simples do que nestes casos. Tuya já está casada e precisa apenas de alguém que possa ajudá-la. Ela não tem a pretensão de ser rica nem sonha com algo grandioso, quer apenas alguém que a ajude em seu trabalho atual mesmo. A naturalidade com que a opção de se casar novamente é tratada, e o fato dela ter sido dada pelo próprio marido, incomoda por causa disto. É uma mudança muito grande por um motivo tão pequeno.

O decorrer do filme é basicamente o impacto que esta mudança causa em Tuya e sua família. Pois, apesar da decisão ter sido tomada de forma bem natural, mudar o cotidiano familiar não é algo tão simples assim. Por mais que seja uma decisão pensada, o lado emocional também pesa. A exigência de Tuya de permanecer próxima ao marido é uma forma de atenuar esta situação, mas por outro lado como justificá-la ao novo marido? Lidar com a vontade de ter alguém para ajudá-la no trabalho e a vontade de permanecer próxima à família, mesmo sabendo que ter ambos seja bastante complicado, é o grande conflito existente em Tuya e na própria história.

Um bom filme, apesar de certas cenas serem bem simplórias.

O Casamento de Tuya (Tuya De Hun Shi), de Wang Quan’an, China, 2006, 92′ (LEP)

Mostra Foco China

Nota: 7,0

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...