11 de out de 2007

Bons Filmes, Bilheterias Nem Tanto

Num ano de bilheterias magras para o cinema nacional, a grande expectativa nesse último semestre de 2007 é saber se Tropa de Elite vai cumprir o papel de salvador da pátria. Creio que o filme deve fazer boa carreira na telona - apesar dos males da pirataria -, mas é complicado colocá-lo nessa posição. Assim, qualquer bilheteria abaixo dos cinco milhões feitos por 2 Filhos de Francisco vai parecer um fracasso. O que está longe de ser verdade.

Outro estranho paradoxo é o cinema brasileiro ter ido tão mal financeiramente justo num ano em que tivemos filmes tão bons e diversificados. Além do próprio Tropa de Elite, chamo a atenção para outros dois filmes que considero excepcionais: Batismo de Sangue e O Cheiro do Ralo. Além destes, também merecem destaque Querô, Não Por Acaso, Cidade dos Homens e Saneamento Básico, O Filme. Quatro produções bem diferentes entre si, mas todas muito bem-realizadas.

Nenhum dos filmes citados acima foi bem de público. Tremenda injustiça. Ainda mais se considerarmos que o único filme brasileiro relativamente bem-sucedido de 2007 foi A Grande Família. Resta aguardar o desempenho de Tropa de Elite para fazer um balanço deste estranhíssimo ano em que o espectador saiu de férias.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...