23 de out de 2007

Direto para as Prateleiras

Conforme já noticiado aqui no Adoro Cinema há alguns dias, Valente, o novo filme de Neil Jordan, teve seu lançamento nos cinemas cancelado. Assisti ao filme no último Festival do Rio e tenho que admitir que está muito abaixo do que costumo esperar de um filme de Neil Jordan (ainda mais considerando que seu último longa foi o ótimo Café da Manhã em Plutão). Valente é, no máximo, razoável. Mas daí abortar seu lançamento nos cinemas e jogá-lo direto numa prateleira de locadora vai uma inexplicável diferença. Afinal de contas, é um filme de ação do tipo que costuma atrair um público respeitável. Sem contar o chamariz adicional de ser estrelado por uma armada e perigosa Jodie Foster.

O mais curioso é que a mesma Warner que optou por não lançar Valente antecipou a estréia de Um Verão Para Toda Vida agora para novembro. Se Valente não é tudo aquilo que se esperava, Um Verão… (December Boys, no original) é decepcionante e tem como maior atrativo a presença de Daniel Radcliffe, numa entressafra da série Harry Potter.

A decisão parece ter sido tomada de última hora, já que cinemas pela cidade inteira exibem posters, banners e cartazes gigantes de Valente. Hoje mesmo, ao passar pelo Estação Botafogo, pude constatar um banner ainda pendurado lá. Curiosamente, ao lado do banner de 20 Centímetros, que figura há mais de um ano como filme “a ser lançado”. Mais: quando assisti a Piaf, na semana passada, o trailer de Valente foi exibido antes.

Em se tratando de lançamentos cinematográficos, esse episódio não é o primeiro. Apenas chama a atenção por envolver um filme em cujo lançamento eu apostaria de olhos fechados. Essa imprevisibilidade é um sintoma assustador da fragilidade de nosso mercado cinematográfico.

Está certo que lançamento em DVD é melhor que lançamento nenhum, mas para quem, como eu, aprecia cinema e não pode bancar um home teather, é frustrante ter que assistir a um filme pela primeira vez numa TV de 20 polegadas. Experiência pela qual passei recentemente com o ótimo O Segredo de Berlim. Outro filme que merecia ter sido lançado na telona, mesmo que fosse modestamente. E não nos esqueçamos de que o longa é dirigido por Steven Soderbergh e estrelado por George Clooney, Cate Blanchett e Tobey Maguire. Acho muito difícil acreditar que um time desses não levaria um mínimo de espectadores ao cinema.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...