6 de out de 2007

Caixas

Anna é uma mulher em torno de 50 anos, que mudou-se recentemente para uma grande casa no litoral. Lá ela passa a receber a visita de pessoas importantes de sua vida, que estão distantes ou já faleceram.

Insuportável! Não dá para definir “Caixas” de outra forma. O filme inteiro é uma divagação da protagonista com seus fantasmas do passado, lembrando memórias desinteressantes e muitas vezes desconexas. O início até prende a atenção, mas logo com 15 minutos pode-se perceber que aquela verborragia não levará à nada, a não ser à sensação de sono profundo. É exatamente o que acontece.

O pior filme que pude assistir neste Festival do Rio.

Caixas (Boxes), de Jane Birkin, França, 2007, 95′ (LEP)

Mostra Panorama

Nota: 0

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...