10 de mar de 2008

Rambo 4


Quando um astro começa a emplacar uma série de fracassos é a hora exata de tirar da gaveta aquela seqüência de seu personagem de maior sucesso. Exemplos disto há aos montes: Schwarzenegger com O Exterminador do Futuro 3, Bruce Willis com Duro de Matar 4, Harrison Ford com o novo Indiana Jones... No caso de Rambo 4 a história é um pouco diferente. Este é um filme que apenas existe graças ao sucesso de outra continuação estrelada por Sylvester Stallone: Rocky Balboa. Sucesso merecido, diga-se de passagem. Porém, como nem tudo é só alegria, o 6º Rocky permitiu que este Rambo 4 exista. Infelizmente.

John Rambo é um personagem mítico, um ícone do cinema dos anos 80, onde o "exército de um homem só" era suficiente para estrelar a grande maioria dos filmes de ação. Trazê-lo de volta serviria para ao menos atrair o público que cresceu assistindo seus filmes, que brincou com as clássicas faca e bandana na infância. Mas um filme não deve apenas apostar na memória de seu público para se sustentar. Precisa buscar uma boa história, ter qualidades, convencer o espectador de que seu retorno não é apenas com o objetivo de tilintar as máquinas registradoras, por mais que os indícios apontem o contrário. Em todos estes aspectos, Rambo 4 fracassa de forma estrondosa.

Fracassa por ser este um filme preguiçoso, que abusa de diversos clichês. A começar pelos vilões. Desde o 1º minuto não há dúvida alguma de que eles merecem morrer, pela carnificina e brincadeiras sádicas que realizam. Stallone, que dirige e também assina o roteiro, não buscou dar muito sentido a tudo que é visto em cena. Sabe-se que tem uma guerra civil nos confins da Ásia, que os vilões são extremamente cruéis, que uma equipe de resgate foi formada sabe-se lá como... Como tudo isto acontece não importa muito, já que é mero pano de fundo para que Rambo entre em ação. O que só acontece de vez lá pela 2ª metade do filme, diga-se de passagem. Ou seja, a grande desculpa do filme é ver Rambo em atividade, mas o próprio Rambo não aparece tanto. Terá sido o peso da idade do já sessentão Stallone?

Rambo 4 é um filme ruim, mesmo entre os similares de seu gênero. Se não fosse John Rambo seu personagem principal com absoluta certeza seria relegado ao esquecimento nas locadoras. Mas, como Rambo é ícone e Stallone ganhou sobrevida após Rocky Balboa, eis o filme nas salas de cinema. O que leva a pensar, com um certo temor, no que virá a seguir. "Stallone Cobra 2"?

Ficha de Rambo 4 no Adoro Cinema

Um comentário:

suporte disse...

Os outros filmes do Rambo tinham roteiro bom e a história era envolvente, alem do que o Rambo não falava bobeiras e os personagens secundários também tinham sua importãncia, os diretores sabiam dirigir cenas de guerra com estratégias e grande número de pessoas, esse filme novo do Rambo, assim como Rock 5 e 6 é uma lástima! Odiei, nem a trilha sonora original dos filmes do Rambo foi usada neste filme, fala sério viu!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...