21 de jul de 2008

Títulos

O leitor Bruno levantou uma boa questão no post sobre Batman - O Cavaleiro das Trevas: por que este filme tem "Batman" no título nacional, se no original chama-se simplesmente "The Dark Knight"?

Este não é dos piores casos, pois entendo que seja jogada de marketing para ressaltar a ligação do filme com a franquia. Apesar de que, com tamanho boca-a-boca e publicidade, seria difícil não fazer esta associação mesmo que o filme se chamasse apenas "O Cavaleiro das Trevas".

O que me chamou a atenção foi outro caso, que tem se tornado comum por aqui: a inserção de "o filme" após o título. Antes ocorria com frequência em adaptações de séries de TV, como Arquivo X e Sex and the City. Exagero, já que o produto passa nas salas de cinema, mas pode-se dar um desconto ao imaginar seu futuro em DVD ou em exibições na própria TV, para evitar confusões. Mas Viagem ao Centro da Terra - O Filme? Será que alguém não sabe que trata-se da adaptação de um clássico LIVRO? E, mesmo que não soubesse, esta não é sua 1ª adaptação para o cinema.

Este sim é um caso que, como espectador, me sinto ofendido.

2 comentários:

Thiago Figueredo disse...

Não é bem o caso da maioria dos filmes citados mas ouvi uma história essa semana de que existe uma espécie de consenso (ou lei) que diz que filmes cujo nome não é traduzido devem vir com um subtítulo. Ex.: "Closer: Perto Demais"..

Francisco Russo disse...

Não existe uma lei do tipo, Thiago, mas muitas vezes há a imposição por parte do produtor ou da distribuidora estrangeira de que o título original esteja presente - outro caso do tipo é "Sicko - S.O.S. Saúde". O subtítulo acaba sendo uma tentativa de aproximar o filme ao público brasileiro, já que, apesar de ser muito popularizado, nem todo mundo entende inglês. Não sei dizer se chega a ser um consenso entre as distribuidoras nacionais, creio que seja mais uma tática popularizada com o passar dos anos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...