1 de jan de 2009

Promessas de um Novo Mundo?


Ler diariamente sobre os ataques de Israel ao Hamas me fez lembrar bastante do documentário Promessas de um Novo Mundo. Um filme muito bom, que faz pensar sobre a questão do pré-conceito entre israelenses e palestinos. Mais especificamente, faz pensar sobre as origens desta guerra quase eterna existente nesta parte do planeta.

Se em 2001, quando o filme foi realizado, ele já parecia utópico, hoje diria que é impossível. Os ataques maciços provocarão conseqüências na atual geração e também nas demais, as quais nem é possível definir com alguma dose de certeza o que pode acontecer. Sabe-se apenas que o ódio, mais uma vez, será disseminado e os preconceitos entre povos crescerão ainda mais.

Com tudo isso o documentário tornou-se uma espécie de marco. Não apenas pelo que apregoa, mas também por ser o retrato de uma época em que ainda era possível sonhar com um caminho pacífico. Uma espécie de episódio de "Além da Imaginação" situado em Israel, infelizmente.

5 comentários:

Thiago disse...

Não há mais aquela esperança para o futuro. O documentário vai ficar apenas como um sonho que por um momento achamos ser realidade.

Elda disse...

O filme já tem em DVD?

Francisco Russo disse...

Já tem, Elda. Inclusive um tempo atrás ele era vendido em jornaleiros, só não sei se ainda está à venda.

Anderson disse...

Revi o documentário hoje, a versão em dvd com os extras. É muito triste ver atualmente todo aquele derramamento de sangue e não poder fazer nada. É muito triste saber que cidadãos são jogados para lá e para cá por interesses políticos. Olhar o quadro que pintaram naquele região nos últimos meses faz com que fique dificil acreditar em um mundo novo que possa de fato se manifestar naquele turbilhão. Quem são os verdadeiros terroristas?Os que amarram bombas nos corpos ou os que decidem em suas mesas "políticas" a morte ou vida das pessoas? a morte ou a vida de seus soldados? Aquilo me parece um grande círculo vicioso que continua girando incessantemente. De qualquer jeito, de longe a gente às vezes deixa de enxergar os detalhes. Foi um choque saber que justamente os gêmeos, 4 anos depois, faziam parte do exército. E o menino, que os convidou para sua casa,o árabe, acabou se mudando para os EUA. Um documentário marcante!Só espero que um dia ele deixe de ser atual e passe a ser apenas testemunha de fatos históricos. Infelizmente esse dia parece estar longe. Mas como diz um dos gêmeos na entrevista, se a gente deixa de ter esperança, deixa de ser uma cabeça pensante.

Anônimo disse...

É muito triste ver o ódio e o sentimento de vingança sendo plantado no coração de crianças,que mesmo sem entender direito,o por que? de se materem uns aos outros.
Por favor gostaria de saber onde posso encontrar este documentario?
carlinhosgl_5.1@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...